terça-feira, 15 de setembro de 2015

Programação 9ª Primavera dos Museus

Fique por dentro da programação do Museu Casa Padre Toledo para a 9ª Primavera dos Museus!

Esta é a programação completa:





No dia 19 de setembro, sábado às 15h, serão abertas as exposições: "A urna da minha aldeia" e "Frágil memória da pedra". 

Este projeto "A urna da minha aldeia", coordenado pelos professores Cristiano Lima e Zandra Coelho de Miranda, pretende ser um manifesto pela diversidade cultural humana. A partir da pesquisa de elementos de culturas ceramistas antigas, alunos e professores do curso de Artes Aplicadas da UFSJ e ceramistas convidados confeccionaram urnas de cerâmica que atualizam tradições milenares. A exposição dessas urnas contemporâneas propõe uma reflexão sobre os riscos da erosão cultural de comunidades ceramistas tradicionais.

A exposição de fotografias intitulada “Frágil Memória da Pedra – a arte rupestre como herança indígena nos caminhos da Estrada Real”, de Cristiano Lima, contém o registro fotográfico de grafismos rupestres – desenhos, pinturas e gravuras – e visa conscientizar sobre a importância do patrimônio gráfico-arqueológico existente ao longo da Estrada Real, como memória indígena e patrimônio nacional. Memória indígena porque os grafismos rupestres são registros de uma organização mental, racional, cultural e estética, deixados propositalmente nas pedras pelos paleoíndios (ancestrais dos indígenas atuais). 



Dia 20 de setembro, domingo, acontecerá na Amat Tiradentes (Associação de Moradores do Bairro Alto da Torre - Rua Peroba Rosa, nº 60), uma Oficina de ilustração de histórias para crianças. São mitos e histórias dos povos Guarani, Kaingang e Xetá, coletados e transcritos pela antropóloga Gláucia Buratto. 


Do dia 22 ao dia 27 de setembro, a instalação sonora "Memorial de passagem do canto indígena brasileiro", do professor Marco Scarassatti (UFMG), estará no Museu Casa Padre Toledo.
Os ventos da memória sopram os cantos tradicionais das etnias indígenas brasileiras. 
Nesta versão foram utilizados cantos das etnias atendidas no curso de Formação Intercultural de Educador Indígena (Fiei/Fae UFMG): Xakriabá, Pataxó, Maxakali, Pankararu e Guarani.



Nos dias 23 e 24 de setembro será oferecido pelo Campus Cultural UFMG em Tiradentes, um curso de formação para professores sobre a cultura indígena, visando desenvolver um percurso que aborde a realidade indígena no Brasil, esclarecendo preconceitos e mistificações e também auxiliando os processos de ensino, por meio de conhecimentos gerais sobre a etnologia indígena e conhecimentos específicos sobre o cotidiano dos índios, pela especificidade da etnia Kamayura.

O curso é dividido em duas partes: uma primeira parte, que visa desconstruir o imaginário comum sobre a cultura indígena através de reflexões sobre o processo histórico; uma segunda parte, que visa abordar a realidade indígena, o cotidiano, suas especificidades culturais e a educação (informal e escolar), com ênfase nas comunidades do Alto Xingu.

Dias 23 e 24 de setembro

Horário: 18h às 22h
Vagas:10 (dez)
Inscrições pelo email: educativomcpt@gmail.com (informar nome, CPF, endereço) Se professor, informar a escola em que leciona.
Local: Casa de Cultura da UFMG. Rua Padre Toledo, 158, Tiradentes
Público alvo: professores, educadores em geral, alunos, pesquisadores, público interessado.
Material dos participantes: caneta e papel para anotações.
Será fornecido certificado.



Nos dias 24 e 25 de setembro a criançada vai se divertir com as histórias indígenas! Dia 24 de setembro, quinta-feira, a contação de histórias será aqui no Museu Casa Padre Toledo às 14h. Já no dia 25, sexta-feira, a contação de histórias será na Escola Municipal Prof.ª Alice Lima Barbosa, às 10h. 


Não deixe de participar, convide os amigos e venha para o Museu Casa Padre Toledo!